O que não te ensinam quando você aprende a dirigir

Quando estava para tirar minha carteira de motorista (em 2012), imaginei que seria capaz de dirigir para todos canto, para todo lugar. Quando finalmente tinha a minha tão sonhada carteira, descobri que as coisas não eram bem assim…

O fato é que sai da autoescola sem preparação nenhuma para o “mundo lá fora” ou melhor para o “trânsito lá fora”. Eu não aprendi a dirigir na natureza selvagem, todos os treinos foram no “cercadinho”, só em lugares seguros visando a famigerada prova do Detran. Pegar a CNH e sair dirigindo pelo mundo foi um sonho frustrado!

Na minha família, eu fui a segunda mulher a tirar carteira (a primeira foi minha irmã). Isto é, na minha família uma mulher no volante é tão estranho quanto um elefante andando numa bicicleta de criança, então, além de vencer meus medos de recém habilitada, ainda tive que superar esse estranhamento e o machismo das mulheres da minha casa.

Agora, com três anos de habilitação, carro e motorista casa-trabalho e trabalho-casa, vivencio situações reais de trânsito que merecem ser compartilhadas com quem tem pouco tempo de habilitação ou quem está pensando em tirar a carteira.

stock-photos-bear-in-toy-car-cartoon-17954981

Coisas que não te ensinam quando você aprende a dirigir

  • A autoescola visa a prova e o percurso da prova, não vão te ensinar muito além disso;
  • Se você tiver um dinheiro, invista em aulas de direção depois de habilitado;
  • Se você não tiver dinheiro, mas tiver amigos, “use” seus amigos motoristas para fazer alguns percursos com você e te passar algumas dicas de direção;
  • Todos tem medo de dirigir quando tem pouca experiência, mas é preciso pegar no volante e tentar;
  • Os espelhos são seus melhores amigos (todos eles!);
  • Muitos motoristas não tem paciência e novatos no volante costumam ser lentos, então deixe espaço para que possam ultrapassar;
  • Dirigir no engarrafamento é muito ruim, mas apesar do carro estar parado (ou quase) é preciso se manter em alerta;
  • Tem que frear e reduzir a marcha para passar nos quebra molas (ou todos os passageiros vão quicar dentro do carro);
  • Ônibus quase nunca são amistosos e eles costumam “fechar” outros carros, se puder, não passe ao lado deles, se não tiver jeito, atenção;
  • Você precisa aprender a ouvir o carro;
  • Não é preciso usar a buzina com frequência, mas às vezes é bom usá-la ao passar num cruzamento para avisar “estou passando”;
  • Se ficar na dúvida, pare e deixe o outro passar;
  • Nunca pare no meio da pista;
  • Na pista, não reduza, apenas no acostamento;
  • Depois dos espelhos, a seta é sua melhor amiga. Sempre dê seta: ao trocar de pista, fazer ultrapassagem, encostar o carro, virar numa esquina;
  • Alinhe o carro com as faixas da pista, não ande em duas pois você não paga dois IPVAs;
  • Cuidado para não fechar os outros carros;
  • Ao entrar numa rua, fique sempre na sua faixa;
  • Dirigir na chuva deixa a pista escorregadia, então mantenha uma distância ainda maior do carro da frente;
  • Quando o carro estiver numa subida e você tiver que parar (por causa de um sinal, por exemplo), puxe o freio de mão e quando for sair, pise no acelerador e vai liberando o freio de mão aos poucos para o carro não descer;
  • Tem muito motorista porcalhão, então preste atenção no que os outros estão fazendo;
  • Quando tem “olho de gato” na pista, existe uns pontos com “aberturinhas” para que você não precise passar por cima deles;
  • Motoristas de vans são terríveis e costumam fechar outros carros, assim como os ônibus;
  • Quando o tempo estiver chuvoso, mesmo de manhã, ligue a lanterna;
  • O banco não precisa ficar super colado no volante, isso dá dor nos joelhos;
  • Não esquente com as buzinas destinadas a você;
  • Você pode pedir ajuda quando tiver dificuldade para estacionar. Não é vergonha. Vergonha é arranhar o carro alheio;
  • Tenha um seguro, sempre;
  • Nas subidas, mesmo rampinhas de estacionamento, acelere ou o carro vai morrer;
  • Vá no seu ritmo;
  • Pedestres não gostam de calçada, buzine quando necessário e cuidado ao desviar deles;
  • Motoristas no Rio de Janeiro são mal educados, então seja minimamente educado para balancear;
  • Quando você parar no sinal, você pode colocar em ponto morto e tirar o pé da embreagem para relaxar;
  • Dirigir sozinha é muito melhor.

Bom, acho que essas são as dicas que pude observar em um mês dirigindo direto. Espero que isso possa ajudar novos e futuros motoristas.

Beijos e carinhos, fiquem com Deus.