Nos últimos dias a nova modinha (ou melhor, palhaçada) entre os jovens foi o tal do Charlie, Charlie challenge. A brincadeira que consiste em chamar um demônio chamado Charlie (que por coincidência é o nome do meu cachorro), causou histeria coletiva em muitas escolas. A brincadeira é uma nova variante dos tão conhecidos jogo do copo e do compasso e do (tão temido) tabuleiro de Ouija – todos formas de tentar contactar espíritos.

20150529-charliecharlie-615x309

Na escola onde eu trabalho não houve problemas relacionados ao Charlie. Na verdade, eles até tentaram brincar, mas quando eu ouvi uma das alunas do sétimo ano começar a invocar “Charlie, Charlie, você está aí?“, eu já fui dizendo: “Ele não está, mas eu estou e vamos parar a palhaçada!“, tomei a folha, rasguei e acabei com a brincadeira (#professoramá).

Em outro momento, uma outra aluna; do sexto ano; disse estar passando mal, tonta, enjoada, porque havia invocado o tal do Charlie. “Quem mandou ficar chamando? Espero que o Charlie puxe seu pé a noite e coma seu coração!”, eu repondi (#professoramá). Enfim, não sou dada a brincadeiras bestas, nem a histeria coletiva.

Entretanto, nem todas as histórias envolvendo o Charlie, Charlie challenge são tão curtas. O meu primo, que também é professor, passou por momentos de tensão por causa deste jogo. Os alunos dele, de uma escola em Duque de Caxias (RJ), começaram a brincadeira durante o recreio. Quando bateu o sinal para retornar as aulas, os alunos estavam em pânico, pois segundo alguns o tal do Charlie, além de mover a  caneta, fez com que o corretivo de uma delas voasse. Todos ficaram em pânico e começaram a desmaiar, as outras turmas, querendo expulsar o demônio começaram a cantar músicas evangélicas, mas o caos já estava instaurado. As crianças que passaram mal, foram mandadas pra casa e a dona do corretivo se recusou a pegá-lo dizendo que estava amaldiçoado.

A brincadeirinha que tanto disseminou entre os jovens, foi apenas um marketing elaborado, através de um viral, para promover o filme A forca (mais informações aqui). Vamos ver se o tal filme será tão bom quanto seu marketing.

Beijos e carinhos, fiquem com Deus.


2 Comentários
Simone

A Escritora - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2015

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com